• publicado em 15.08.2011
  • Bovespa
  • Começa o dia em alta; dólar recua para R$ 1,599
  • A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) começou o dia em alta nesta segunda-feira, após uma semana de forte volatilidade que terminou com uma valorização de 0,99%.

    Às 10h30, o Ibovespa, principal termômetro dos negócios da Bolsa paulista, tinha valorização de 1,43%, aos 54.240 pontos.

    No mesmo horário, o dólar comercial era negociado por R$ 1,599, em queda de 0,74%. A taxa de risco-país marca 208 pontos, com queda de 0,95% ante a pontuação anterior.

    Na semana passada, os mercados globais sofreram forte flutuação devido às incertezas em relação à saúde da economia dos Estados Unidos e de países da zona do euro.

    Na sexta-feira, os mercados americano, europeu e brasileiro subiram após a divulgação de dados positivos sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos

    As principais Bolsas europeias também operam em alta, recuperando em parte as fortes perdas registradas na última semana.

    Em Paris, o índice o CAC-40 registrava alta de 0,55%, aos 3.231,63 pontos. Em Londres, o índice Footsie-100 operava em alta de 0,36%, a 5.339,71 pontos. Em Frankfurt, o índice DAX subia 0,36%, para 6.019,59 pontos.

    ÁSIA

    As principais Bolsas asiáticas fecharam o pregão em alta. Em Tóquio, o Nikkei 225 subiu 1,37%, para 9.086,41 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, aumentou 3,26%, alcançando 20.260,10 pontos.

    Em Sydney, o S&P/ASX 200 avançou 2,64%, somando 4.282,90 pontos. O Shanghai Composite, de Xangai, teve valorização de 1,30%, para 2.626,77 pontos.

    DOMÉSTICO

    No mercado doméstico, foi divulgado hoje pelo Banco Central o boletim Focus. O mercado reduziu levemente as previsões para este ano e para 2012 para a inflação oficial --o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

    A estimativa do IPCA para este ano foi reduzida de 6,28% na semana passada para 6,26% nesta semana. Para 2012, baixou de 5,27%, na semana passada, para 5,23% hoje.

    A projeção para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) teve leve recuo de 3,94% para 3,93% para este ano, enquanto a previsão para 2012 permaneceu em 4%.

    Fonte: Folha