• publicado em 18.07.2011
  • Alimentos ficam mais baratos
  • IPC-S cai em prévia de julho, diz FGV
  • Tiveram destaque hortaliças e legumes, massas, adoçantes e carnes.
    Já os preços relativos a transportes voltaram a subir nesta apuração.

    A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC-S) da segunda prévia de julho caiu 0,13%, taxa 0,02 ponto percentual abaixo da registrada na última apuração, conforme divulgou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta segunda-feira (18).

    Dos sete grupos de despesa, seis registraram recuo, com a maior influência partindo dos alimentos (de -0,77% para -0,94%). Os destaques nessa classe ficaram com hortaliças e legumes (de -2,89% para -4,09%), massas e farinhas (de 0,75% para 0,46%), adoçantes (de 1,02% para 0,08%) e carnes bovinas (de -0,71% para -0,78%).

    Ainda registraram baixas os grupos vestuário (de 0,58% para 0,38%), educação, leitura e recreação (de 0,28% para 0,11%), saúde e cuidados pessoais (de 0,48% para 0,39%), despesas diversas (de 0,07% para 0,04%) e habitação (de 0,34% para 0,32%), com destaque para roupas (de 0,53% para 0,30%), passagem aérea (de 3,23% para -2,44%), artigos de higiene e cuidado pessoal (de 0,59% para 0,31%), cerveja (de 0,08% para -0,44%) e tarifa de eletricidade residencial (de 0,14% para 0,09%).

    Na contramão, registraram aceleração os preços relativos a transportes (de -0,72% para -0,17%), com as maiores influências partindo de gasolina (de -2,52% para -1,22%) e álcool combustível (de -2,70% para 2,49%).

    Fonte: G1