• publicado em 17.06.2011
  • Alimentos e transportes
  • Ficam mais baratos e inflação em SP cai, diz Fipe
  • IPC-Fipe registrou deflação de 0,08% na segunda prévia de junho.
    Grupos de educação e habitação tiveram aceleração da alta de preços.

    A inflação na capital paulista, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), teve deflação de 0,08% na segunda prévia de junho, após ter registrado alta de 0,05% na apuração anterior. O levantamento foi divulgado nesta sexta-feira (17).

    Dos sete grupos analisados pela pesquisa, cinco tiveram desaceleração de preços, puxada, principalmente, por alimentação, cuja deflação passou de 0,29% na primeira quadrissemana para - 0,58% nesta apuração, e por transportes - os preços passaram de uma queda de 0,74% no primeiro levantamento do mês para um recuo de 1,10% na segunda apuração.

    No grupo despesas pessoais, os preços haviam subido 0,49% na primeira apuração de junho e desaceleraram para uma alta de 0,41%. O grupo saúde, que havia registrado alta de 0,59% no último levantamento, desacelerou para 0,52%. Em vestuário, os preços haviam apresentado alta de 1,03% na pesquisa anterior e agora desaceleraram para 0,93%.

    Na contramão, dois grupos de despesas tiveram aceleração da alta de preços em relação ao levantamento anterior: Habitação, que passou de 0,23% para 0,29%, e educação, que havia apresentado alta de 0,06% na primeira quadrissemana e agora apontou 0,07%.

    Fonte: G1