• publicado em 08.06.2011
  • IBGE:
  • Produção industrial cai em 9 regiões em abril
  • A produção industrial caiu em 9 das 14 regiões pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na passagem de março para abril, na série com ajuste sazonal. Na média nacional, houve recuo de 2,1%. Ceará (queda de 6,9%), Goiás (baixa de 5,1%), São Paulo (recuo de 3,8%) e Santa Catarina (retração de 2,6%) registraram as quedas mais acentuadas, acima da média nacional. Pernambuco (queda de 2,0%), Paraná (baixa de 1,9%), região Nordeste (baixa de 1,7%), Rio Grande do Sul (queda de 1,5%) e Minas Gerais (recuo de 1,1%) também apresentaram taxas negativas.

    Por outro lado, houve aumento de produção no Pará (8,4%), que se recuperou parte da perda de 13,1% observada nos três últimos meses, e no Amazonas (5,8%), após apontar recuo de 8,8% em março. Os resultados também foram positivos no Rio de Janeiro (2,5%), no Espírito Santo (1,8%) e na Bahia (0,4%).

    Em relação a abril de 2010, 8 dos 14 locais pesquisados mostraram queda na produção, influenciados tanto pelo menor ritmo da atividade industrial em abril quanto pelo efeito calendário, já que o mês teve um dia útil a menos em 2011.

    As reduções mais intensas foram registradas no Ceará (baixa de 16,2%), devido a uma paralisação para manutenção no setor de refino de petróleo e produção de álcool, além da menor produção de alimentos e de calçados e artigos de couro, e em Goiás (recuo de 11,1%), que teve baixa em todos os setores investigados.

    As demais taxas negativas ocorreram em Santa Catarina (queda de 7,7%), Pernambuco (recuo de 7,4%), região Nordeste (baixa de 6,3%), Bahia (retração de 4,1%), São Paulo (queda de 2,3%) e Minas Gerais (baixa de 1,7%). Na mesma base de comparação, registraram ganhos de produção Espírito Santo (14,2%), Rio de Janeiro (7,3%), Amazonas (1,9%), Paraná (1,4%), Rio Grande do Sul (0,6%) e Pará (0,1%).

    Fonte: Estadão