• publicado em 29.04.2011
  • Empresas familiares
  • Vantagens e desvantagens
  • As corporações familiares compõem 92% do polo moveleiro de Votuporanga. Essas corporações são de pequeno e médio porte, onde trabalha quase toda a família pais, filhos, netos, esposas. Um das características é o fato da segunda geração atuar na companhia.

    Os empreendimentos podem gerar bons frutos ou não, depende da administração e dos “colaboradores”, não misturarem problemas da família com os da corporação.

    Segundo entrevistas e textos escritos por Domingos Ricca, consultor especializado em empresas familiares, deve-se adotar uma postura profissional e racional, onde cada membro exerce seu cargo como um profissional contratado. Tudo isso, para que a instituição possa enfrentar os problemas da melhor forma possível e ser mais competitiva no mercado.

    As vantagens de uma companhia familiar é a credibilidade que o sobrenome transmite, pois em muitas cidades o sobrenome da família está ligado a um fato importante que aconteceu, ou ainda, pela simpatia conquistada pelo fundador. Além disso, a cultura e os valores transmitidos de geração em geração são empregados na corporação, constituindo uma grande história empresarial.

    A indústria de Móveis Coloniais Malvas foi fundada pelo Sr. Antonio Benedito Malvas, em 1972. No início eram produzidos vasos de madeira em uma garagem, mas após dois anos a fábrica começou a confeccionar camas, beliches e berços e depois somente camas.

    De acordo com, Ivan Hebert Malvas, filho e diretor, da Móveis Malvas, ele trabalha no empreendimento desde 1993 e já passou por vários departamentos, que proporcionaram experiências para chegar até o departamento comercial.

    Seu irmão Heverton, Diretor Administrativo e sua irmã Alessandra, Gerente Financeira também trabalham na indústria. Para Ivan trabalhar em família tem suas dificuldades “é não misturar o lado familiar com o profissional”, e vantagens “conhecemos bem uns aos outros e com isso podemos tirar o que cada um tem de melhor”.

     

    Assessoria Airvo/Sindimob - Jéssica Santos