• publicado em 30.03.2011
  • Desemprego
  • Fica em 10,5% em fevereiro, mostra Dieese
  • Total de desocupados em 7 regiões foi estimado em 2,318 milhões.
    No mesmo período de 2010, a taxa ficara em 12,7%.

    Total de pessoas desocupadas nas sete regiões pesquisadas foi estimado em 2,318 milhões

    A taxa de desemprego praticamente não variou em fevereiro na maior parte das regiões metropolitanas pesquisados pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). O índice passou de 10,4% em janeiro para 10,5% em fevereiro, segundo a pesquisa de emprego e desemprego feita pelo Dieese em parceria com a fundação Seade, divulgado nesta quarta-feira (30). A taxa é a menor para meses de fevereiro desde 1998. No mesmo mês de 2010, a taxa de desemprego total no conjunto das regiões pesquisadas ficou em 12,7%.

    Em São Paulo, a taxa de desemprego passou de 10,5% em janeiro para 10,6% em fevereiro. Em Salvador, passou de 13,6% para 14,3% e, em Recife ficou em 13,9%, contra 13,5% em janeiro - as maiores variações. Em Porto Alegre, a taxa ficou estável em 7,3%. Em Fortaleza, foi de 8,5%, em janeiro, para 8,6% no mês seguinte. Em Belo Horizonte, teve leve variação também, passando de 7,7% para 7,8%, e no Distrito Federal ficou em 12,7%, contra 12,6% em janeiro.

    O total de pessoas desocupadas nas sete regiões pesquisadas foi estimado em 2,318 milhões, segundo o Dieese. Em janeiro, esse número foi de 2,291 milhões.

    A pesquisa apontou que, em janeiro, o rendimento médio real praticamente não variou entre os assalariados, ficando em R$ 1.440, queda de 0,1%. Entre os ocupados, o rendimento caiu 1,7%, ficando em R$ 1.382. Na comparação anual, o rendimento médio real cresceu 6,1% para os ocupados e 3,6% para os assalariados. Para a apuração dos rendimentos, a pesquisa considera o mês anterior.

    Fonte:G1