• publicado em 30.03.2011
  • Atividade da indústria paulista
  • Sobe 2% em fevereiro, diz Fiesp
  • Avanço mensal considera ajuste sazonal; sem correção, alta foi de 4,2%.
    Na comparação com fevereiro de 2010, o índice subiu 7,1%.

    A atividade industrial paulista manteve-se em expansão em fevereiro deste ano, divulgou nesta terça-feira (29) a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). O Indicador de Nível de Atividade (INA), que mede o desempenho da indústria de transformação paulista, registrou alta de 2% entre janeiro e fevereiro, considerando os ajustes sazonais.

    Há destaque  para minerais não metálicos, com alta de 3,4%, e produtos químicos, petroquímicos e farmacêuticos, com aumento de 1,4%

    Sem considerar o ajuste sazonal, a atividade da indústria apresentou alta de 4,2% no período, registrando a maior taxa para o mês de fevereiro desde o início da série em 2002. Na comparação com fevereiro de 2010, o índice subiu 7,1%.

    Entre os setores, há destaque de alta para minerais não metálicos, com crescimento de 3,4%, e produtos químicos, petroquímicos e farmacêuticos, com avanço de 1,4%.

    A Fiesp revisou o dado do índice de janeiro, para alta de 1,2% sobre dezembro com ajuste sazonal, ante leitura preliminar de 0,3%.

    Vendas e salários


    As vendas reais da indústria paulista registraram alta de 5,3% em fevereiro, já considerando os ajustes sazonais. Se comparado a fevereiro de 2010, houve avanço de 13,8%, sem ajuste sazonal, aponta a Fiesp.

    O total de salários reais pagos pela indústria paulista registraram crescimento de 3,4% em fevereiro, na comparação com janeiro, com ajuste sazonal e correção pelo IPC-Fipe. Em relação a fevereiro do ano passado, sem ajuste sazonal, houve uma alta de 3,5%.

    O total de horas trabalhadas na produção, na passagem mensal, teve um aumento de 1,4%, com ajuste. Em relação ao mesmo período do ano passado, ocorreu uma expansão de 7,4%, sem ajuste.

    Fonte: G1