• publicado em 23.03.2011
  • Intenção de consumo das famílias
  • Recua 0,7% em março em SP
  • A intenção de consumo das famílias recuou 0,7% em março ante fevereiro, atingindo 135,3 pontos em uma escala que varia do 0 a 200 pontos, segundo pesquisa da Fecomercio divulgada nesta quarta-feira.

    Apesar dessa ser a terceira queda consecutiva, o indicador está em um patamar bastante positivo, na avaliação dos economistas da entidade, equiparado ao nível que antecedeu o último trimestre de 2010, período influenciado pela aproximação do Natal.

    Outros fatores que pesaram na retração da intenção de consumo dos paulistanos foram o término do período de liquidações e as medidas de restrição ao crédito tomadas pelo Banco Central para tentar desacelerar a demanda, como o aumento da taxa de juros. O item que mede a percepção que o consumidor tem quanto à facilidade de se obter crédito caiu 3,6% em relação a fevereiro.

    Já os que mensuram renda atual, emprego atual e perspectiva de consumo apresentaram retração de 0,5%, 0,8% e 1,3%, respectivamente. A Fecomercio destaca, no entanto, que o resultado não é preocupante, já que 59,9% dos paulistanos afirmam que estão ganhando mais do que no mesmo período do ano passado, 53,9% estão mais seguros em seus empregos e 52,3% devem consumir mais do que no segundo semestre de 2010.

    Fonte: Folha