• publicado em 02.03.2011
  • Inflação perde força
  • Em seis capitais, afirma FGV
  • A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) manteve a curva desacelerada em seis capitais analisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) na última semana de fevereiro.

    Porto Alegre foi a única capital a manter o ritmo de alta entre a terceira e a quarta semana do mês (de 1,24% para 1,48%), refletindo a aceleração dos grupos Transportes (de 1,75% para 2,76%) e Alimentação (de 1,84% para 2,60%).

    O maior recuo do IPC-S foi observado em Brasília (de 0,29% para 0,02%). O comportamento foi motivado pela desaceleração em cinco classes de despesas, especialmente Despesas Diversas (de 1,69% para 0,91%) e Alimentação (de -0,47% para -1,22%).

    São Paulo foi segunda capital a registrar recuo mais expressivo do índice (de 0,66% para 0,47%), sob influência de seis dos sete grupos de despesas pesquisados: Transportes (de 2,64% para 1,54%), Educação, Leitura e Recreação (de 1,16% para 0,46%), Alimentação (de -0,05% para -0,08%), Habitação (de 0,42% para 0,41%), Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,30% para 0,29%) e Despesas Diversas (de 1,70% para 1,69%).

    O índice de preços também desacelerou em Belo Horizonte (de 0,61% para 0,50%), Rio de Janeiro (de 0,58% para 0,53%), Salvador (de 0,37% para 0,21%) e Recife (de 0,25% para 0,14%).

    O IPC-S referente a 28 de fevereiro marcou 0,49% - 0,12 ponto percentual abaixo da taxa divulgada na última apuração.

    Fonte: G1