• publicado em 02.02.2011
  • Inflação ao consumidor sobe
  • Em 6 de 7 capitais na última semana de janeiro
  • Em SP, o IPC-S acelerou para 1,31% com a alta dos preços nos grupos Educação e Transportes

     

    A inflação ao consumidor avançou em seis de sete capitais pesquisadas pela FGV para cálculo do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), cujo resultado de janeiro (1,27%) foi divulgado ontem.

    Na cidade de São Paulo, o IPC-S subiu 1,31% ao final do mês passado, 0,21 ponto porcentual acima do resultado da semana anterior, de 1,10%. A capital paulista representa quase 50% do total do indicador. Em 2010, a taxa máxima na cidade para o período havia sido de 1,02%, registrada em novembro. Em dezembro, a taxa havia ficado em 0,55%.

    Segundo a FGV, ajudaram a içar o IPC-S em São Paulo os grupos Educação, Leitura e Recreação (2,39% para 3,70%), Transportes (2,94% para 4,11%), Habitação (0,16% para 0,30%) e Despesas Diversas (1,07% para 1,23%), entre a terceira e a quarta semanas de janeiro. Em sentido inverso, Alimentação (1,25% para 1,04%), Vestuário (-0,04% para -0,18%) e Saúde e Cuidados Pessoais (0,46% para 0,38%) ajudaram a segurar a alta da inflação na cidade.

    Apenas o Rio de Janeiro registrou redução na taxa de inflação entre a terceira e a quarta semanas do mês passado, passando de 1,43% para 1,39%. Salvador subiu de 1,34% para 1,36%, Brasília, de 0,96% para 1,00%; Belo Horizonte, de 1,03% para 1,06%; Recife, de 0,99% para 1,00%; e Porto Alegre, de 0,93% para 0,95%.

    Fonte: Estadão