• publicado em 21.01.2011
  • Setor moveleiro mantém-se no mercado
  • Com boas perspectivas
  • As expectativas para o setor moveleiro neste ano são as melhores, apesar das indústrias não exportarem, o mercado interno está se fortalecendo com a migração das classes sociais que querem mais opções de conforto, design ousado e durabilidade.

    Em 2010, o governo auxiliou no crescimento do setor com a redução do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado) e neste ano os industriais de Votuporanga acreditam que o novo governo também possa implantar medidas que beneficiem suas indústrias e o consumidor.

    A Movelyne do Brasil tem grande expectativa para as exportações deste ano, além do dólar estar se estabilizando e a esperança de retornar ao bom preço, Roseli Balasteguin contou que estão lançando um novo produto e fazendo novas negociações para que a empresa cresça ainda mais no mercado.

     Para José Carlos de Melo, presidente da Airvo/Sindimob, é preciso que a reforma tributária ocorra logo e de forma justa, uma vez que, não se torne mais uma pesada carga para os contribuintes, mas que melhore a condição de vida dos cidadãos brasileiros e consequentemente fortaleça o mercado para que as empresas moveleiras ampliem seus recursos, proporcionando mais empregos e aumento de salários.

     

    Assessoria Airvo/Sindimob- Jéssica Santos