• publicado em 26.10.2010
  • Para a maioria dos setores da economia
  • Desempenho melhorou no terceiro trimestre
  • A maior parte dos setores da economia brasileira apresentou melhor desempenho no terceiro trimestre deste ano em relação ao terceiro trimestre do ano passado. Essa é a conclusão de um estudo de avaliação setorial elaborado pela Serasa Experian, consultoria especializada em informações de empresas.

    Segundo o levantamento, baseado em informações conjunturais e perspectivas setoriais e macroeconômicas de curto prazo, dos 99 segmentos da economia analisados entre os meses de julho e setembro, 76 apresentaram melhora e 23 ficaram estáveis em relação ao terceiro trimestre de 2009. Nenhum registrou queda.

    No setor primário, composto por atividades econômicas de extração e produção de matérias-primas, como agricultura, mineração e pesca, seis segmentos apresentaram melhora e sete mantiveram a estabilidade. Dos que apresentaram melhor desempenho estão algodão, café e suínos, principalmente por causa do aumento do consumo interno e das vendas para o exterior, além da queda nos preços de produção.

    Já no setor de comércio, todos os seis segmentos analisados apresentaram melhor desempenho puxado pelo aumento na renda, maior volume de crédito disponível e ampliação dos prazos de pagamento.

    Na indústria, formada por 55 segmentos, 45 tiveram melhora de conceito. De acordo com o estudo, isso se deveu às condições favoráveis de crédito e ao aumento da renda.

    No setor de serviços, constituído por 25 segmentos, 19 registraram melhora e seis se mantiveram estáveis. O setor, segundo o estudo, foi influenciado pela ampliação de renda e do emprego e também pela maior disponibilidade de crédito à população.

    Agência Brasil