• publicado em 19.08.2010
  • Inflação do aluguel acelera
  • Na segunda prévia de agosto, diz FGV
  • A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste da maioria dos contratos de aluguel, subiu para 0,55% na segunda prévia de agosto. No mês anterior, considerando o mesmo período, a variação foi de 0,03%. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (19) pela Fundação Getulio Vargas.

    Entre os componentes do IGP-M, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), com peso de 60% no índice geral subiu 0,89% ante queda de 0,01%.

    Dentro do IPA, as Matérias-Primas Brutas tiveram alta marcada na segunda prévia deste mês, de 3,47%, após o 0,21% em mesmo intervalo de julho. Os itens que mais contribuíram para este movimento, segundo a FGV, foram minério de ferro (-0,73% para 14,81%), soja em grão (2,19% para 8,64%) e milho em grão (-2,66% para 0,01%). Bens Intermediários foram de 0,02% para 0,33% e Bens Finais declinaram mais, indo de 0,20% de queda para 0,40% de baixa.

    Respondendo por 30% do IGP-M, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou deflação de 0,28% no segundo decêndio de agosto. Um mês antes, houve recuo de 0,18%. Alimentação caiu 1,33% e Vestuário diminuiu 1,08%. Transportes, por sua vez, abandonaram decréscimo de 0,15% para incremento de 0,32% entre a parcial de julho e a deste mês.

    O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), que entra com 10% no indicador geral, apresentou ampliação de 0,27% nesta apuração, menos marcada do que aquela verificada na segunda leitura de julho, de 0,72%. Materiais, equipamentos e serviços avançaram 0,43% e Mão de obra subiu apenas 0,09%.

     

    No acumulado do ano, o IGP-M aumentou 6,42%. Em 12 meses, a expansão equivaleu a 6,75%.

     

    Do G1, em São Paulo