• publicado em 23.06.2010
  • IPC-S cai na 3ª semana de junho
  • E é o menor desde 2006, diz FGV
  • Índice registrou queda de 0,19% neste mês contra 0,23% em julho de 2006.

    Despesas com alimentação influenciaram resultado.

     

     

    A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) na terceira semana de junho registrou queda de 0,19%, segundo informou nesta quarta-feira (23) a Fundação Getulio Vargas (FGV). A taxa é 0,15 ponto percentual abaixo da registrada na última apuração. Esse resultado foi o menor desde a primeira semana de julho de 2006, quando o índice apresentou baixa de 0,23%.

     

    O que mais contribuiu com a deflação foram as despesas com alimentação. O grupo alimentação caiu de -1,05% para -1,45%. De acordo com a pesquisa, dos 21 itens que integram o grupo, 17 tiveram recuos na variação. Tiveram os preços reduzidos hortaliças e legumes (-7,51% para -8,43%), laticínios (-0,52% para -1,31%) e arroz e feijão (1,79% para 0,16%).

     

    Também tiveram peso no resultado do IPC-S desta semana os gastos com habitação (0,56% para 0,43%), vestuário (1,12% para 0,81%) e transportes (-0,13% para -0,15%). Dentro desse grupo, eletricidade residencial (1,76% para 1,10%), roupas (1,12% para 0,85%) e seguro facultativo para veículos (3,91% para 3,01%) ficaram mais baratos.

     

    O que mais subiu

     

     

    Na contramão, as despesas com educação, leitura e recreação (0,01% para 0,07%), saúde e cuidados pessoais (0,44% para 0,47%) ficaram maiores em relação à última apuração. Os itens que tiveram mais influência foram passagem aérea (4,91% para 6,57%), cigarro (1,32% para 1,89%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (0,25% para 0,43%).

    Do G1, em São Paulo