• publicado em 23.06.2010
  • Confiança do consumidor
  • Aumenta pelo quarto mês seguido, aponta FGV
  • O ICC (Índice de Confiança do Consumidor) subiu 1,9% entre maio e junho de 2010, ao passar de 116,3 para 118,5 pontos, considerando-se dados com ajuste sazonal, de acordo com divulgação da FGV (Fundação Getulio Vargas). Este é o quarto mês consecutivo de alta do índice.

     

    O ICC é composto por cinco quesitos contidos na Sondagem de Expectativas do Consumidor.

     

    Em junho, tanto as avaliações sobre o momento quanto as expectativas em relação aos meses seguintes tornaram-se mais favoráveis. O ISA (Índice da Situação Atual) subiu 1,6%, ao passar de 128,5, em maio, para 130,6 pontos, atingindo nível recorde histórico pelo terceiro mês consecutivo.

     

    Após cair 0,4% em maio, o IE (Índice de Expectativas) recuperou-se, ao elevar-se em 2,1%, de 109,8 para 112,1 pontos, o melhor resultado desde maio de 2009.

     

    Assim como no mês anterior, o quesito que mede o grau de satisfação com a situação econômica local foi o que mais contribuiu para a evolução do ICC. A proporção de consumidores que avaliam a situação econômica atual como boa aumentou de 22,3% para 23,6% do total entre maio e junho. A parcela dos que a consideram ruim caiu de 27,7% para 25,4%.

     

    A expectativa em relação à situação econômica nos seis meses seguintes também melhorou: a proporção de consumidores prevendo melhora aumentou de 27,5% de 28,8%; já a dos que preveem piora diminuiu de 12,1% para 10,6%.

     

    A Sondagem de Expectativas do Consumidor é realizada com base numa amostra de mais de 2000 domicílios em sete das principais capitais brasileiras. A coleta de dados para a edição de junho de 2010 foi realizada entre os dias 31 de maio e 18 de junho de 2010.

     

    Folha.com