• publicado em 09.06.2010
  • Demanda do consumidor por crédito cresce
  • Procura por crédito cresce 10% em maio, diz Serasa
  • No confronto com o mesmo mês no ano passado, que teve o desempenho afetado pela crise econômica, houve elevação de 20,6%, atingindo o nível 119,1, o maior valor de toda a série histórica, iniciada em janeiro de 2007.

     

    No acumulado do ano, houve avanço de 19,4%, percentual mais alto do que aquele registrado de janeiro a abril (19,1%).

     

    Segundo os economistas da Serasa, o Dia das Mães, a proximidade da Copa do Mundo, o aumento da massa salarial real e as condições ainda favoráveis de crédito encontradas pelo consumidor junto às lojas e instituições financeiras impulsionaram a procura.

     

    No entanto, com o aperto monetário, devido à alta da taxa básica de juros (Selic), a expectativa é que haja desaceleração nos próximos meses.

     

    Na análise por renda, todas as faixas apresentaram avanço na demanda em maio ante abril, com exceção da parte da população que ganha mais de R$ 10 mil por mês.

     

    O crescimento mais acentuado foi contabilizado pelos consumidores de menor renda, cujos ganhos não ultrapassam R$ 500, que tiveram alta de 15,7% nesse período. Esse estrato da população foi o que mais demorou a reagir no ano passado, devido aos efeitos da crise mundial.

     

    Folha.com