• publicado em 07.06.2010
  • Perspectiva de crédito para consumidores
  • Tem 5ª queda seguida, diz Serasa
  • A perspectiva de crédito ao consumidor para os próximos seis meses caiu 1,3% em abril ante março, registrando a quinta queda consecutiva, para 103,7, segundo os dados da Serasa Experian divulgados nesta segunda-feira.

     

    O resultado sinaliza que o ritmo de concessão de crédito deverá passar por um processo de desaceleração, especialmente durante o segundo semestre, apontam os analistas da Serasa.

     

    Entre os fatores que irão proporcionar um crescimento mais moderado do crédito com recursos livres a partir dos próximos meses, de acordo com os economistas, estão o atual ciclo de aperto monetário, com a elevação da taxa básica de juros Selic encarendo o crédito na ponta do consumo, os cortes orçamentários para reforçar a geração de superavit primário do setor público e a retirada dos estímulos fiscais para a compra de bens duráveis.

     

    Para as empresas, a perspectiva de crédito avançou 0,2% em abril, atingindo o valor de 98,4, após seis meses oscilando ao redor da estabilidade.

     

    Isso sinaliza que o ritmo de concessões reais de crédito efetuadas com recursos livres pelo sistema financeiro, principalmente para capital de giro, deverá continuar abaixo do equilíbrio de longo prazo (nível 100) até o final do ano.