• publicado em 22.04.2010
  • Cai o número de brasileiros endividados
  • Índice que era de 63% caiu para 58% divulga pesquisa CNC
  • Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), constata que o percentual das famílias brasileiras endividadas caiu 5 pontos percentuais neste mês, em relação a março, em decorrência da maior oferta de empregos e do aumento da renda.

     

    A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, promovida pela CNC, registrou que 63% das famílias tinham algum tipo de dívida, no mês passado, mas o índice caiu para 58% no levantamento deste mês. Além disso, dos endividados, só 24,4% têm algum compromisso em atraso, contra 27,3% de inadimplentes em março.

     

    De acordo com o economista chefe da CNC, Carlos Thadeu de Freitas Gomes, “este é um ano atípico para o comércio”, por causa do crescimento da atividade econômica, que está em patamares maiores do que estaria, em condições normais, sem a grave crise econômica que impactou o mundo todo a partir de setembro de 2008.

     

     

     

    Segundo ele, tradicionalmente, nesta época do ano, tem ocorrido aumento da inadimplência e queda no volume de vendas e o que se verifica agora é justamente o oposto: “O comércio navega em velocidade de cruzeiro. O consumo deverá ser forte, por conta da demanda das famílias, e o cenário só mudará caso as taxas de juros subam demasiadamente”.

     

    Para a economista Marianne Hanson, também da CNC, “o fator mais relevante na determinação desses resultados é a evolução bastante favorável do emprego e da renda no primeiro trimestre do ano, o que propicia, sobretudo, uma menor inadimplência do consumidor”.

     

     

    Agência Brasil