• publicado em 08.04.2010
  • Economia tem alta menor em março
  • Mas alimentação apresentou aumento nos preços
  • O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu 0,63%, em março, informou hoje (8) a Fundação Getulio Vargas (FGV). A taxa é inferior à registrada em fevereiro, de 1,09%.

     

    O Índice de Preços no Atacado (IPA), um dos três componentes do IGP-DI, ficou em 0,52%, menos da metade da inflação de fevereiro (1,38%). No mês anterior, a taxa havia sido de 1,32%. O grupo bens finais apresentou alta de 1,06%. Os alimentos processados fecharam o mês com deflação de 0,12%, a principal responsável pela queda do IPA. No mês de fevereiro, os preços desse subgrupo tiveram alta de 1,91%.

     

    O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) registrou alta de 0,86%, acima da apurada no mês de fevereiro, de 0,68%. Três das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram alta. A maior delas foi no grupo alimentação (de 1,16% para 2,60%), classe de despesa em que se destacam os itens: hortaliças e legumes (de 4,55% para 12,72%), laticínios (de 1,48% para 3,55%) e carnes bovinas (de -1,08% para 0,53%).

     

    O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) fechou o mês com alta de 0,75%, o dobro do resultado do mês anterior, de 0,36%. Os gastos com mão de obra saltaram de 0,21% para 1,05%, enquanto no grupo serviços a evolução foi de 0,59% para 0,67%. Dos três grupos componentes do INCC, apenas os preços de materiais e equipamentos apresentaram pequena queda no ritmo de alta, passando de 0,47%, em fevereiro, para 0,43%, em março.

     

     

    Agência Brasil