• publicado em 17.03.2010
  • Saldo record de contratações pelo Cageb
  • No setor de indústria serviços transformação e construção civil
  • Os setores de serviços, da indústria de transformação e da construção civil foram os principais responsáveis pelo saldo positivo de contratações no mês de fevereiro. O saldo foi de 209.425 empregos com carteira assinada. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e foram divulgados hoje (17) pelo Ministério do Trabalho.

     

    As contratações somaram 1.526.321 e as demissões, 1.316.896. Esse é o melhor resultado para meses de fevereiro da série histórica do Caged, iniciada em 1992.

     

    Segundo o ministro do Trabalho e Emprego, Carlos Lupi, um dos fatores que contribuíram para o saldo positivo foi a recuperação da economia. “[Houve recuperação] da indústria de transformação, que inclui a indústria automobilística, a têxtil e a indústria de serviços, e, por causa do carnaval, do ramo da hotelaria e de restaurantes”, afirmou.

     

    O setor de serviços contratou, no mês passado, 85607 trabalhadores, sendo que os subsetores que mais empregaram foram os de comércio e de administração de imóveis e serviços técnicos profissionais (18.508); de transportes e comunicação (10.5434) e de alojamento e alimentação (17.738).

     

    A indústria de transformação contratou em fevereiro 63.024 trabalhadores, com destaque para os setores das indústrias metalúrgica (10.104), de calçados (10.026) e têxtil (6.428).

     

    Na construção civil, o saldo foi de 34.735 novos postos de trabalho. O ministro Carlos Lupi disse que o programa Minha Casa, Minha Vida tem tido impactos positivos no setor, com o aumento das contratações.

     

    Para este mês, Lupi espera também recorde nas contratações. Com isso, ele espera superar a marca de 207 mil novos empregos registrada em março de 2008. Para o ano, a meta de 2 milhões de empregos está mantida.

     

     Agência Brasil