• publicado em 17.03.2010
  • Consumidor está menos confiante
  • O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) teve queda de 1,5%
  • De acordo com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio), o Índice de Confiança do Consumidor (ICC) teve queda de 1,5% em março quando comparado ao mês anterior. O sentimento dos consumidores paulistanos quanto à sua condição econômica e as expectativas da situação futura conquistou 156,7 pontos, numa variação de 0 (pessimismo total) a 200 (otimismo total), Apesar da queda, o ICC mostrou um aumento de 22,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

    Segundo o economista da Fecomercio, Thiago Freitas, mesmo com a retração, o índice ainda reflete uma boa confiança do consumidor com a economia, pois está bem acima dos 100 pontos. "A população paulistana mantém uma percepção bastante positiva que é sustentada em grande parte pelos elevados níveis da massa salarial e, mais especificamente, pela segurança que o consumidor tem nos níveis de emprego e renda", diz Freitas.

    Para a Fecomercio, os números da pesquisa servem como base às decisões de investimentos e formação de estoques dos varejistas. O ICC é feito mensalmente pela Fecomécio desde 1994 e seus dados são coletados a partir de 2,1 mil consumidores da cidade de São Paulo.

     

    Agencia Brasil