• publicado em 10.03.2010
  • Sobe faturamento de pequenas empresas
  • Micros e pequenas empresas sobem faturamento em 6,5%
  • As micro e pequenas empresas do Estado de São Paulo tiveram aumento de 6,5% no faturamento real em janeiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Trata-se da maior variação desde o início do levantamento em 1999, segundo o Sebrae-SP que divulgou a pesquisa. A receita total somou R$ 21,2 bilhões.

     

    Janeiro foi ainda o quarto mês consecutivo em que as as micro e pequenas empresas tiveram aumento nas receitas na comparação com o mesmo período do ano anterior.

     

    Já na comparação com dezembro houve queda no faturamento, de R$ 3,2 bilhões ou 13,3%. Na média, a receita real das empresas em janeiro foi de R$ 15.971,02 por empresa.

     

    "A retração no faturamento de janeiro deste ano em relação a dezembro de 2009 já era esperada. Isso porque em dezembro as vendas das MPEs [micro e pequenas empresas] costumam ser favorecidas pelo pagamento da segunda parcela do 13º salário e das vendas para o Natal", explica Pedro João Gonçalves, consultor do Sebrae-SP.

     

    Por setor, a indústria teve o maior crescimento em 12 meses, de 9,2%. Na sequência, aparecem o comércio (7%) e serviços (3,5%). "Os resultados indicam que as micro e pequenas empresas estão acompanhando a retomada do crescimento na economia", avalia o diretor superintendente do Sebrae-SP, Ricardo Tortorella.

     

    As micro e pequenas empresas do ABC foram as que tiveram maior aceleração do faturamento, de 16,1%, entre janeiro deste ano e de 2009. Na região metropolitana de São Paulo e na cidade de São Paulo a alta foi de 15,2% e 13,4%, respectivamente. No interior, o resultado foi negativo, em 2,2%.

     

     

    Folha Online