• publicado em 23.09.2009
  • Empresa é escolhida no Prime
  • A “Bravo Bureau Modelagens” – da empresária Ana Carolina Zolyoni
  • prime

    Monaliza Pelicioni

    Empresa da Incubadora de Votuporanga é escolhida no Prime

    A “Bravo Bureau Modelagens” – da empresária Ana Carolina Zolyoni Rodrigues foi uma das escolhidas do Programa Primeira Empresa Inovadora

    A Bravo Bureau Modelagens residente da Incubadora de Empresas de Votuporanga, um projeto do Sebrae em parceria com a Prefeitura Municipal de e Airvo - Associação Industrial, foi uma das escolhidas para participar do Programa Primeira Empresa Inovadora (Prime).

    O Prime é uma iniciativa do Ministério de Ciência e Tecnologia, por meio do Finep (Financiadora de Estudos e Projetos). Tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de até 1.900 empresas inovadoras no país, proporcionando assim um grande impulso às inovações de produtos e serviços nacionais, criando condições financeiras favoráveis para que elas possam enfrentar com sucesso os principais desafios de seus estágios iniciais de crescimento. Contribuindo para a criação de empregos qualificados e geração de renda.

    Na primeira seleção foram apresentadas as propostas de cada empresa e analisado o grau de inovação do serviço, as vantagens competitivas do projeto, consistência e viabilidade da proposta. O empreendedor aprovado na 1ª fase passou por um treinamento, a finalidade é oferecer um programa de capacitação para auxiliar o empresário a aperfeiçoar seu plano de negócios.
    Cada empresa escolhida irá receber uma quantia no valor de R$ 120 mil, não-reembolsável.

    Proposta
    A Bravo Bureau desenvolve moldes e serviços para empresas de confecções utilizando a NBR 13-377, “Norma de padronização de tamanhos para o vestuário brasileiro.” Por meio de desenhos elaborados pela designer Ana Carolina Zolyoni Rodrigues, utilizando a técnica de modelagem tridimensional (moulage). Posteriormente os modelos são digitalizados, graduados, padronizados e plotados.

    O benefício para as empresas que se utilizarem do serviço a ser oferecido, é a aquisição de um produto adequado a padronização de tamanhos do vestuário.

    Este processo é apontado como parte problemática na linha de produção, e a NBR 13-377 oferece apenas parâmetros e não as soluções para o desenvolvimento das modelagens, o que requer ainda mais a necessidade de profissionais especializados.

    De acordo com a diretora, Ana Carolina, estar adequado é agregar qualidade e confiabilidade no mercado nacional, propiciar condições de atuar no mercado externo. “A Bravo Bureau não trabalhará somente com a padronização brasileira e sim de outros países,” afirmou.

    Segundo ela, participar do programa foi um desafio, pois exige um grande conhecimento de gestão empresarial aplicado no plano de negócios.

    “Para vencer todos os obstáculos tive o suporte da equipe da Incubadora de Empresas de Votuporanga por meio da Airvo (Associação Industrial) e Prefeitura Municipal,” disse. A designer finalizou a entrevista com uma mensagem aos pequenos empresários: “Acreditem sempre na inovação e na persistência.”