• publicado em 04.07.2018
  • Produção de móveis cai 12,7% em maio
  • Resultado do setor moveleiro foi pior do que a média nacional
  • Em maio de 2018, a produção industrial nacional recuou 10,9% frente a abril, na série com ajuste sazonal, queda mais acentuada desde dezembro de 2008 (-11,2%), refletindo os efeitos da paralisação dos caminhoneiros que afetou o processo de produção de várias unidades produtivas no País. Em relação a maio de 2017, a indústria recuou 6,6%, recuo mais intenso desde outubro de 2016 (-7,3%), e interrompeu doze meses consecutivos de taxas positivas.

     

    A produção de móveis foi ainda pior do que a média nacional. Em maio, na comparação com abril, a queda chegou a 12,7%. O comportamento da produção em maio impactou os números do ano que vinham se comportando positivamente até abril. Nos primeiros quatro meses do ano a alta chegava a 10%, mas somando maio a expansão de 2018 fica em 5,3%. O impacto negativo ocorreu também no acumulado de 12 meses, que era positivo em 10,7% e agora baixou para 8,9%.

     

    Resta aguardar os dados de junho para saber se os prejuízos foram pontuais, exclusivamente em relação à greve dos caminhoneiros. Neste caso, a expectativa é de alta considerável nos números do sexto mês do ano.

     

    Fonte:- https://www.moveisdevalor.com.br/portal/producao-de-moveis-cai-127-em-maio

    Crédito foto:- Móveis de Valor