• publicado em 09.11.2012
  • Boletim Abimóvel
  • Abimóvel negocia prorrogação do IPI Zero para Móveis
  • O presidente da Abimóvel, José Luiz Diaz Fernandez, reuniu-se na quarta-feira (31 de outubro) com o Ministro da Fazenda Guido Mantega para solicitar a prorrogação da redução da alíquota do IPI para móveis (Imposto sobre Produtos Industrializados IPI com taxa zero) pelo prazo de mais 12 meses.

    Mais empregos e melhores vendas

    A manutenção dos empregos, a geração de novos negócios tanto pelas nossas indústrias moveleiras quanto pelo comércio varejista; e a expansão, o desenvolvimento de novos produtos e a estabilidade econômica são fatores relevantes e que são analisados e considerados pelos administradores públicos para a decisão de manter o IPI zero. O Ministro Guido Mantega se encontrou com os principais executivos que participam do Grupo de Avanço da Competitividade – GAC, que formam a cadeia econômica diretamente envolvida, entre eles: Fernando de Castro do IDV- Instituto do Desenvolvimento do Varejo, Lourival Kiçula, presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), o Ministro do Desenvolvimento, da Indústria e do Comércio Exterior, Fernando Pimentel, o Presidente do BNDES, Professor Luciano Coutinho e outros executivos do Governo Federal.

    "Esta solicitação do setor moveleiro demonstra a potencialidade da nossa atividade que emprega diretamente cerca de 280 mil trabalhadores brasileiros e distribui riquezas por todo o Brasil. Somos mais de dezessete mil empresas ligadas ao setor produtivo e distribuímos nossos produtos em milhares de lojas e magazines, que geram também empregos e riquezas. Esperamos que este novo período, que estamos solicitando, possa contribuir para a continuidade do progresso do nosso setor", declarou José Luiz Diaz Fernandez, presidente da Abimóvel.

    Agradecendo a toda equipe técnica do Ministério da Fazenda pelo atendimento do qual temos sido honrados, nós da ABIMÓVEL agradecemos o compromisso do governo de manter o nível de empregos no setor, pois vivemos um momento de confiança na economia brasileira e queremos participar das ações para o aumento do PIB brasileiro.

    Reintegra e Desoneração da Folha de Pagamentos

    José Luiz Diaz Fernandez solicitou também a prorrogação do REINTEGRA que proporciona aos exportadores de móveis melhores condições tributárias e expande o setor voltado para o comércio exterior. Ainda, foi apresentado ao Ministro Mantega o cenário atual da atividade produtiva moveleira que já começa a sentir os efeitos positivos da aplicação da Desoneração da Folha de Pagamentos, dentro do Programa Brasil Maior.

    Fernandez expôs claramente aos presentes uma situação que tem sido motivo e muitas queixas do setor: o aumento dos preços de painéis praticados pelos fabricantes nacionais. Explanou que as chapas chegam a constituir cerca de até 60% como insumo na fabricação dos móveis. Esta situação levou o Ministro a solicitar aos seus técnicos uma averiguação e a convidar a Abimóvel e a Associação das Indústrias de Painéis – Abipa, presente à reunião, para um encontro a ser marcado no Ministério da Fazenda a fim de esclarecer esta prática tão danosa ao segmento mobiliário. Alguns pontos da reunião que merecem destaques:

    -O representante do Banco Central- BACEN informou aos presentes que "o setor de móveis é um dos que tem sustentado o setor de crédito".

    -Estão avançados os estudos pelo governo de novas medidas visando à unificação das alíquotas de ICMS, as quais poderão ficar entre 3 e 4%%. Já está marcada para a próxima semana, a reunião com os governadores.

    -Está sendo estudada pelo governo a unificação das alíquotas PIS/COFINS que beneficiarão todo o setor produtivo.