• publicado em 28.09.2012
  • Voos comerciais começam em novembro
  • Empresa NHT inicia suas operações com voo diário para São Paulo
  • O secretário de Estado de Logística e Transportes, Saulo de Castro Abreu Filho, visitou as obras do aeroporto estadual Domingues Pignatari na manhã desta quinta-feira (27/09). Na ocasião, Abreu Filho anunciou o término da obra para os próximos 30 dias e o início da operação dos voos comerciais. “A obra na pista já está concluída e a ampliação e reforma do terminal de passageiros deve ser concluída em 30 dias. A previsão é que a linha aérea comercial da empresa NHT inicie suas operações na segunda quinzena de novembro, com voo diário para São Paulo”.

    Com investimento de pouco mais de R$ 3 milhões, a obra, que teve início no final do ano passado, serviu para ampliar de 250 para 750 metros quadrados a área do terminal, incluindo área para check-in. Além disso, também foram feitos recapeamento do sistema de pistas, acessos, construção da área de giro na cabeceira da pista (turn around) ampliação do pátio, pistas de rolamento e grooving.

    Durante o anúncio da obra, em julho do ano passado, o Governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, havia afirmado que o investimento no aeroporto certamente criaria condições para estimular a vinda de empresas aéreas para Votuporanga. E foi o que ocorreu. A NHT Linhas Aéreas, que passará a ser chamada de Brava Linhas Aéreas, anunciou que no início de sua operação já haverá uma linha para São Paulo e até o fim deste ano já pretende ampliar os serviços. “A partir da segunda quinzena de novembro teremos uma linha de Congonhas à Votuporanga saindo de lá às 21h50 e chegando aqui às 22h35. A aeronave pernoita aqui e sai para Guarulhos às 6h40 com chegada lá às 7h25. Até o natal deveremos ter outra linha que sairá em torno do meio-dia e uma da tarde”, afirmou o diretor presidente da empresa aérea, Jorge Barouki, que explicou que as aeronaves possuem capacidade para 30 passageiros com serviço de bordo.

    A inauguração da reforma do aeroporto deverá acontecer junto com o início da operação da linha aérea em Votuporanga.

    Duplicação SP-320

    Questionado pela imprensa sobre as obras de duplicação da Rodovia Euclides da Cunha (SP-320), o secretário afirmou que até maio do ano que vem toda a obra já estará concluída. Estão sendo duplicados 164,77 dos 186 quilômetros de extensão da Rodovia e o restante também passa por recuperação.

    O trecho que pertence à Votuporanga compreende 26,3 quilômetros no total. Sendo 23 referentes a Euclides da Cunha (entre os KM 500,5 e 523,2) e mais 3,6 quilômetros da Péricles Belini (entre os KM 124 e 127,6). Na Euclides da Cunha estão previstas construções de seis dispositivos: trevo no Distrito de Simonsen; retorno entre Simonsen e o viaduto “Nelson Camargo”, alça de acesso e passarela para pedestres em frente à Cidade Universitária da Unifev – Centro Universitário de Votuporanga; travessia ligando a avenida Wilson de Souza Foz à avenida CESP, na Zona Norte da cidade, trevo no cruzamento com a rodovia Péricles Belini e retorno próximo ao Pampa Ville.

    Já na Péricles Belini estão previstos mais três dispositivos: travessia ligando a avenida das Nações ao 2.º Distrito Industrial, trevo que liga o bairro Chácara das Paineiras (Rua Vitório Albarello) à estrada vicinal “Nelson Bolotário”, conhecida como “Subida da Morte“ (sentido Valentim Gentil), e trevo que liga a avenida Onofre de Paula ao Residencial Noroeste.