• publicado em 05.04.2012
  • Skaf: manifestação é em defesa do país
  • Ele afirmou que o movimento tem o objetivo de defender o país
  • Em entrevista durante o Grito de Alerta, manifestação a favor da produção e do emprego realizada na manhã de quarta-feira (04/04), em São Paulo, o presidente da Fiesp e do Ciesp, Paulo Skaf, afirmou que o movimento tem o objetivo de defender o país.
    “Queremos ter condições de produzir aqui para competir no mundo. Produzir no Brasil está mais caro do que nos Estados Unidos, na Europa e nos países vizinhos. E isso é ruim para o emprego no Brasil. Por isso organizamos esse grito de alerta”, explicou.
    Skaf destacou que o pacote anunciado na terça-feira (03/04) pelo governo federal contém apenas soluções pontuais e setoriais. “As medidas anunciadas são positivas, mas é mais do mesmo. Elas não resolvem a causa, apenas tratam os efeitos da doença, que é a perda da competitividade brasileira”, completou.
    Para o presidente, é necessário que o governo adote medidas que quebrem paradigmas para recuperar a competitividade do Brasil. “Defendemos medidas lineares para todos os setores. O que foi feito ontem pelo câmbio? Nada. Nós podemos ter um câmbio flutuante desde que seja acima de R$ 2 a R$ 2,20. Hoje vemos nossa moeda sobrevalorizada, roubando nossa competitividade”, avaliou.
    Além da redução das taxas de juros, “ainda altíssimos se comparados aos de outros países”, Skaf cobrou medidas estruturais. “O governo precisa chamar os leilões para as concessões de energia elétrica que vão vencer em 2015. Com eles, e com as usinas hidrelétricas que já existem e não precisam de investimento, vai ser retirado do preço da energia o valor da amortização que a sociedade já pagou duas vezes durante 56 anos. Isto vai fazer o preço da conta de luz despencar no Brasil, beneficiando todos os brasileiros”, defendeu.
    O Grito de Alerta reuniu milhares de representantes do setor produtivo e dos trabalhadores em frente à Assembleia Legislativa de São Paulo.
    Alice Assunção e Edgar Marcel, Agência Indusnet Fiesp